Operação Reis do Gado apreendeu R$ 300 mil e sete veículos

A Polícia Federal informou nesta terça-feira, 29, que a Operação Reis do Gado apreendeu cerca de R$ 300 mil e…


A Polícia Federal informou nesta terça-feira, 29, que a Operação Reis do Gado apreendeu cerca de R$ 300 mil e sete veículos. Foram cumpridos os sete mandados de prisão temporária, 24 de condução coercitiva e 76 de busca e apreensão.

O governador do Tocantins, Marcelo Miranda (PMDB), e o ex-governador do Estado Siqueira Campos (PSDB) foram alvos de condução coercitiva – quando o investigado é levado a depor e liberado. Ao todo haviam sido expedidos 108 mandados judiciais expedidos pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ): oito mandados de prisão temporária, 24 de condução coercitiva e 76 de busca e apreensão nas cidades de Palmas e Araguaína no Tocantins, Goiânia/GO, Brasília/DF, Caraguatatuba/SP, Canãa dos Carajás, Redenção, Santa Maria, São Felix do Xingu e Sapucaia/PA.

“Em relação ao mandado de prisão não cumprido, esclarece-se que já existem tratativas com o advogado para apresentação de seu cliente”, afirmou a Federal.

A investigação apontou um esquema de fraudes em contratos de licitações públicas com empresas de familiares e pessoas de confiança do governador Marcelo Miranda. A Reis do Gado identificou lavagem de R$ 200 milhões.

A ocultação do dinheiro desviado ilicitamente, segundo a investigação, era feita por meio de transações imobiliárias fraudulentas, contratos de gaveta e manobras fiscais ilegais dentre os quais a compra de fazendas e de grandes quantidades de gado. Parte do valor teve por destino a formação de caixa dois para campanhas realizadas no Estado.