Governo do Rio diz que quitará salários de maio, junho e julho até dia 18

O governo do Rio promete quitar até sexta-feira da próxima semana, 18, os salários integrais de julho para todos os…


O governo do Rio promete quitar até sexta-feira da próxima semana, 18, os salários integrais de julho para todos os servidores ativos, inativos e pensionistas do Estado. Também serão pagos todos os valores pendentes das folhas salariais de maio e junho.

Na quarta-feira, 9, o governo garantiu mais R$ 1,3 bilhão para pagar salários atrasados de servidores com a licitação para escolha do banco responsável pela administração dos serviços financeiros do Executivo, incluindo a folha de pagamento dos servidores. O contrato com o Bradesco, vencedor da concorrência, foi assinado nesta sexta-feira, 11. O banco tem até cinco dias úteis para depositar os recursos na conta do Tesouro Estadual.

“O pagamento dos servidores sempre foi e continua sendo a minha prioridade. Sei o quanto essa situação é difícil e eu e minha equipe estamos concentrando todos os esforços para superar essa grave crise financeira que não é apenas do Estado, mas de todo o País”, disse o governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) em comunicado enviado pela assessoria do governo. Ele pediu desculpas aos servidores.

Em meio a calamidade financeira do Rio, o governador se envolveu em nova polêmica. Dessa vez por abrir uma concorrência para pagar até R$ 2,5 milhões para contratar uma empresa de táxi aéreo que forneça ao governo jatinho com capacidade para seis passageiros e acomodações que incluem ar-condicionado e assentos configurados para reuniões em poltronas giratórias. Recentemente servidores públicos do Estado ficaram revoltados pelo fato de Pezão ter ido passar dias em um spa de luxo.

Nesta sexta-feira, a secretaria de Estado de Fazenda do Rio antecipou o pagamento integral de julho dos servidores ativos da Educação e do Departamento Geral de Ações Socioeducativas (Degase), e 50% dos salários de julho dos servidores ativos, inativos e pensionistas da Segurança – Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Administração Penitenciária e órgãos vinculados. O valor depositado é de R$ 539,9 milhões.

Os demais 50% dos vencimentos da Segurança serão creditados na próxima segunda-feira, 14, décimo dia útil, como prevê o calendário do Estado, somando R$ 383,18 milhões. Servidores ativos da Educação e do Degase somam 79.575 e os da Segurança, 159.505.

Segundo o governo, os servidores ativos, inativos e pensionistas que não receberam os vencimentos integrais de maio terão creditado o valor de até R$ 1.200 individuais também nesta sexta-feira. Esta parcela representa um total de R$ 150,8 milhões. O comunicado diz que, com o pagamento de hoje, o Estado já pagou integralmente a folha de maio de 349.164 servidores. Os depósitos ocorreram ao longo do dia e continuam após o expediente bancário.

Notícias sobre a região, Brasil e o mundo em um clique. Receba nossa newsletter