Pague Menos Corrida – SB.1

Putin espera melhorar relação com EUA sob Trump e defende esforço antiterror

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, afirmou nesta quinta-feira esperar uma normalização nos laços com os Estados Unidos. Além disso,…


O presidente da Rússia, Vladimir Putin, afirmou nesta quinta-feira esperar uma normalização nos laços com os Estados Unidos. Além disso, Putin defendeu que os dois países unam esforços na luta contra o terrorismo internacional.

Falando ao vivo em rede nacional no discurso do estado da união, Putin afirmou que a Rússia está pronta para participar na luta contra os desafios globais, caso seus interesses sejam respeitados. “Nós não queremos confrontação com ninguém”, afirmou Putin em discurso ante autoridades e parlamentares no Kremlin. “Diferentemente de nossos colegas estrangeiros, que veem a Rússia como um inimigo, nunca buscamos inimigos, mas precisamos de amigos”, afirmou Putin. “Mas nós não permitimos qualquer desrespeito aos nossos interesses e que eles sejam negligenciados.”

As relações da Rússia com o Ocidente pioraram para o nível mais baixo desde o fim da Guerra Fria, por causa da crise na Ucrânia e a guerra na Síria. Durante a campanha eleitoral norte-americana, o governo do presidente Barack Obama acusou a Rússia de atacar sites e contas de e-mail dos EUA em um esforço para interferir com a votação. O Kremlin rejeita as acusações.

“Nós últimos anos, nós enfrentamos tentativas de pressão externa com todos os instrumentos envolvidos – de mitos sobre agressão russa, interferência nas eleições até a perseguição a nossos atletas”, afirmou Putin, referindo-se aos escândalos de doping envolvendo esportistas do país.

Putin disse que a Rússia está ansiosa para melhorar a relação com os EUA após a posse do presidente eleito norte-americano, Donald Trump. “Nós estamos prontos para a cooperação com a nova administração americana”, disse o líder. “É importante normalizar e desenvolver nossos laços bilaterais em uma base igual e mutuamente benéfica. Nós compartilhamos responsabilidade para garantir a segurança e estabilidade globais e o fortalecimento do regime de não-proliferação”.

O presidente russo acrescentou que Moscou espera somar esforços com Washington na luta contra o terrorismo internacional. “Nossos homens na Síria estão cumprindo essa tarefa”, afirmou. A Rússia realiza ações aéreas em apoio ao presidente da Síria, Bashar al-Assad, ajudando as forças oficiais a obter avanços significativos, mais recentemente em Alepo.

Liberal Motors – BC
Revista L – BC.1

Em discurso em sua maior parte concentrado em questões econômicas e sociais, Putin disse que a economia russa está a caminho da recuperação, apontando para o crescimento em alguns setores da indústria e da agricultura. Ele disse que as exportações agrícolas neste ano devem superar US$ 16 bilhões, superando as exportações de armas.

A economia russa sofreu contração de 3,7% em 2015 e a recessão continua neste ano, diante da queda dos preços do petróleo e de sanções ocidentais contra o país. Putin disse que o governo deve encorajar o crescimento ao oferecer apoio a fazendeiros e criar incentivos para pequenas empresas. Ele apontou que a inflação, que ficou em quase 13% no ano passado, deve desacelerar para 6% neste ano. Fonte: Associated Press.