Ministro e assessor de Kuczynski deixam governo peruano em meio a crise política

Mais duas autoridades deixaram o governo do presidente do Peru, Pedro Pablo Kuczynski, em meio à crise política no país…


Mais duas autoridades deixaram o governo do presidente do Peru, Pedro Pablo Kuczynski, em meio à crise política no país vizinho.

O ministro da Cultura, Salvador del Solar, e o assessor de Kuczynski, Máximo
San Roman renunciaram aos cargos nesta quarta-feira. Eles deixaram o governo dias depois da renúncia de três parlamentares do partido do presidente.

Solar anunciou a renúncia em sua conta no Twitter sem dar motivos para a decisão. Já San Roman afirmou que seus conselhos não estavam sendo considerados pelo presidente.

O parlamento peruano decidiu não abrir um processo de impeachment contra Kuczynski, que é acusado de ter recebido propinas da Odebrecht. Ele também é criticado por ter perdoado e libertado da prisão o ex-presidente Alberto Fujimori, que foi condenado por abusos contra os direitos humanos.

Kuczynski disse que perdoou Fujimori por questões humanitárias, mas a decisão é amplamente vista como o pagamento pelo apoio do partido liderado pelo filho de Fujimori na batalha do impeachment. Fonte: Associated Press.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!