Ex-presidente do Egito é condenado a três anos de prisão

Um tribunal do Egito condenou neste sábado o ex-presidente do país Mohammed Morsi e mais 18 pessoas por insulta ao…


Um tribunal do Egito condenou neste sábado o ex-presidente do país Mohammed Morsi e mais 18 pessoas por insulta ao judiciário. A pena prevista é de três anos de prisão.

Entre os condenados está o proeminente ativista de direitos humanos Alaa Abdel-Fattah e o analista político Amr Hamzawy, que também terão de pagar uma multa de 30 mil libras egípcias (US$ 1.688,00).

Abdel-Fattah já cumpre pena de cinco anos desde 2013, por protestos ilegais. Já Hamzawy vive no exílio.

Os condenados podem entrar com pedido de recurso na Justiça.

Morsi, o primeiro presidente democraticamente eleito do Egito, foi deposto por militares em 2013. Desde então, tem sido acusado por diversos crimes, como espionagem e conspiração internacional. Fonte: Associated Press.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!