EUA terão novas sanções contra Rússia por causa da Síria

Embaixadora dos EUA na ONU, Nikki Haley, afirmou neste domingo que o país imporá mais sanções econômicas em função do apoio a Assad


A embaixadora dos Estados Unidos na Organização das Nações Unidas, Nikki Haley, afirmou neste domingo que o país imporá mais sanções econômicas contra a Rússia. O motivo é o apoio de Moscou ao presidente sírio, Bashar al-Assad, e ao aparente uso de armas químicas.

Haley disse que o secretário do Tesouro americano, Steven Mnuchin, anunciará nesta segunda-feira as sanções, que afetarão companhias que “lidam com equipamento relacionado a Assad e o uso de quaisquer armas químicas”.

Foto: Office of the President / USA
Nikki Haley informou que novas sanções econômicas serão impostas pelos EUA à Rússia

Em entrevista à rede CBS, Haley afirmou que a Rússia precisa sofrer as consequências por proteger o regime de Assad. Ela lembrou que os russos vetaram seis resoluções do Conselho de Segurança da ONU sobre armas químicas.

Haley disse ainda que o fato de que Assad usava armas químicas como algo “mais normal e que a Rússia encobre isso, tudo isso precisa parar”.

Ativistas da oposição síria e equipes de resgate afirmam que um ataque químico na cidade de Douma, perto da capital síria, matou mais de 40 pessoas em 7 de abril. O regime sírio nega que tenha ocorrido um ataque químico. Fonte: Associated Press.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!