Indicadores e incertezas com o Brexit deixam Bolsas da Europa sem direção única

Os principais índices europeus fecharam sem direção única nesta terça-feira, 5, reagindo a indicadores econômicos da região, enquanto os desdobramentos…


Os principais índices europeus fecharam sem direção única nesta terça-feira, 5, reagindo a indicadores econômicos da região, enquanto os desdobramentos das negociações sobre a saída do Reino Unido da União Europeia continuam no radar dos investidores.

Com o índice dos gerentes de compra (PMI, na sigla em inglês) composto da zona do euro subindo a 57,5 em novembro e, ao mesmo tempo, as vendas no varejo recuando 1,1%, as bolsas europeias ficaram com sinais mistos. Paris fechou em queda de 0,26%, aos 5.375,53 pontos, enquanto Milão avançou 0,24%, a 22.416,31 pontos.

Em Londres, o PMI de serviços caiu para 53,8 em novembro, após atingir o maior nível em seis meses em outubro. O dado deu mais fraqueza à libra, o que beneficiou as empresas exportadoras nas primeiras horas do pregão.

A alta do FTSE 100, no entanto, não se sustentou devido a incertezas com o Brexit. Na segunda-feira, a primeira-ministra britânica, Theresa May, e o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, comunicaram que ainda não chegaram a um acordo sobre a saída do Reino Unido da União Europeia.

Eles farão reuniões durante o resto da semana e esperam chegar a algum consenso, principalmente no que diz respeito à fronteira entre a República da Irlanda e a Irlanda do Norte. Com esse cenário, o FTSE 100 caiu 0,16%, para 7.327,50 pontos.

Na Alemanha, o PMI composto subiu para 57,3 no mês passado, com destaque para o segmento de serviços, que recuou para 54,3 em novembro ante previsão de 54,9. O DAX fechou em queda de 0,08%.

O Ibex 35, de Madri, subiu 0,03, aos 10.211,30 pontos, enquanto o PSI 20, de Lisboa, avançou 0,59%, a 5.395,26. O índice pan-europeu Stoxx 600, no entanto, fechou em queda de 0,19%.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!