EUA e Canadá podem subir produção de petróleo e compensar recuo da Opep, diz AIE

Os Estados Unidos e o Canadá podem colocar mais petróleo nos mercados, caso o preço do barril atinja US$ 60,…


Os Estados Unidos e o Canadá podem colocar mais petróleo nos mercados, caso o preço do barril atinja US$ 60, o que compensaria recuos na produção de outros países, afirmou o diretor-executivo da Agência Internacional de Energia (AIE), Fath Birol. Durante conferência em Londres, Birol disse que, embora muitos se preocupem com a possibilidade de que possa haver um excesso de oferta no mercado, a probabilidade é de que boa parte dessa oferta extra seja de fato necessária.

Birol disse ainda que um grande desafio para o setor é a desaceleração na produção de campos já existentes. Segundo ele, o equivalente à produção do Iraque, de mais de 4 milhões de barris por dia, é perdido a cada ano, em campos já maduros da commodity. Ele acrescentou que o investimento é vital para tentar conter esse declínio nos novos campos em desenvolvimento.

O diretor-executivo da AIE disse ainda que o corte na produção da Opep pode se voltar contra os próprios países da Opep. Birol lembrou que os produtores de xisto dos EUA teriam assim um incentivo para produzir mais, enquanto a produção da China e a da Colômbia desacelerariam a um ritmo mais lento. Além disso, preços mais altos do petróleo pressionariam a demanda, na avaliação dele.

Birol disse que os países produtores precisam ter um “equilíbrio fino para não destruir a demanda e ter certo nível de preços para investimentos serem feitos”. Fonte: Dow Jones Newswires.