Bolsas europeias sobem, puxadas por setor de energia e após dado do Reino Unido

As bolsas europeias fecharam em alta nesta terça-feira, 18. Os mercados acionários foram beneficiados por um dado de inflação do…


As bolsas europeias fecharam em alta nesta terça-feira, 18. Os mercados acionários foram beneficiados por um dado de inflação do Reino Unido que foi bem visto e também pela alta do petróleo e do cobre em boa parte da sessão, que beneficiou o setor de energia. Além disso, investidores monitoraram a divulgação de balanços de empresas.

O índice pan-europeu Stoxx 600 subiu 1,50% (5,06 pontos), para 342,48 pontos.

No Reino Unido, o índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) subiu 1% na comparação anual em setembro, a maior alta em quase dois anos. O resultado superou a expectativa dos analistas ouvidos pelo Wall Street Journal, de alta de 0,9%. Além disso, o petróleo subiu mais cedo, o que beneficiou papéis de companhias do setor. Os bancos também tiveram bom desempenho.

Na bolsa de Londres, o índice FTSE-100 avançou 0,76%, para 7.000,06 pontos. Entre as mineradoras, Anglo American subiu 1,68% e Antofagasta teve alta de 1,06%. Além disso, a petroleira BP subiu 0,44% e a Gulf Keystone Petroleum teve ganho de 3,1%. O ponto negativo foi a Burberry, que caiu 7,2% após divulgar balanço.

Em Frankfurt, o índice DAX fechou em alta de 1,22%, para 10.631,55 pontos. No setor de energia, E.ON subiu 2,69%. Entre os bancos, Deutsche Bank ganhou 1,84% e Commerzbank, 2,69%.

Na bolsa de Paris, o CAC-40 teve avanço de 1,32%, fechando em 4.508,91 pontos. A petroleira Total subiu 0,99%, o banco Crédit Agricole fechou em alta de 1,57% e o Société Générale teve avanço de 3,16%. Entre as empresas que divulgaram resultados, Danone recuou 0,2% após divulgar balanço um pouco abaixo do esperado pelos analistas.

Revista L – BC.1
Liberal Motors – BC

O índice FTSE-MIB, da bolsa de Milão, avançou 2,02%, para 16.966,61 pontos. A petroleira Eni subiu 1,80%. No setor bancário, UniCredit avançou 2,69% e Monte dei Paschi di Siena se destacou, em alta de 12,82%.

Na bolsa de Madri, o IBex-35 subiu 1,43%, para 8.865,30 pontos. O banco Santander avançou 1,31% e o Banco Popular Español, 1,82%, enquanto no setor de energia Iberdrola fechou em +1,45%.

Em Lisboa, o índice PSI-20 ganhou 1,71%, chegando aos 4.678,43 pontos. Banco Comercial Português se destacou e subiu 9,62%, enquanto EDP-Energias de Portugal subiu 1,53%. (Com informações da Dow Jones Newswires)