BNDES confirma leilão da Celg-D para a quarta-feira, após análise de documentos

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) divulgou nesta terça-feira, 29, um comunicado relevante sobre a venda da…


O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) divulgou nesta terça-feira, 29, um comunicado relevante sobre a venda da Celg Distribuição (Celg D), informando que “foi analisada a documentação apresentada no volume n.º 1 (declarações, documentos de representação e garantia de proposta), e foram considerados atendidos os requisitos do instrumento convocatório para a participação no leilão”.

Com isso, o banco reiterou que a sessão pública do leilão será realizada na quarta-feira, 30, às 9 horas, na BM&FBovespa. Na ocasião será feita a abertura das propostas econômicas, com a realização de potenciais lances viva-voz e posterior abertura do envelope de habilitação da proponente classificada em primeiro lugar.

Na última sexta-feira, os interessados na distribuidora goiana entregaram os envelopes, divididos em três volumes: o volume 1, com as declarações, documentos de representação e garantia de propostas já avaliados; o volume 2, com a proposta econômica; e o volume 3, com documentos de habilitação.

Ontem, o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, disse que a expectativa é positiva para o leilão da Celg-D. Ele não revelou quantas propostas foram recebidas na última sexta-feira, quando os interessados precisavam apresentar as garantias financeiras e outros documentos, mas disse ter recebido a informação de que foram apresentados “alguns envelopes”.

Questionado mais uma vez por jornalistas sobre o número, o ministro disse ter a notícia de que foi apresentado “pelo menos um envelope”, o que permitiria a realização do leilão de forma exitosa.