Unidade formou jovens para campo de batalha

O aposentado Benedito Ággio, de 91 anos, o seu Benê, conhece o valor do serviço militar. Nascido em 1926, serviu…


O aposentado Benedito Ággio, de 91 anos, o seu Benê, conhece o valor do serviço militar. Nascido em 1926, serviu no Tiro de Guerra (TG) de Capivari em 1944 e foi homenageado na festa do centenário, celebrada em 20 de setembro. “Como era o tempo da 2.ª Guerra, havia 120 atiradores. A todo momento nosso pessoal era colocado de prontidão para um possível embarque para a frente de batalha, na Europa. Além de manusear fuzil com baioneta, aprendíamos a cavar trincheiras.”

Foram convocados rapazes de várias cidades para aumentar o contingente. “Volta e meia alguém falava que os navios estavam atracando em Santos e íamos embarcar. No fim, meu ano acabou e fiquei aqui, até frustrado de não ter ido à guerra.” Ele se arrepende de não ter seguido carreira militar – tornou-se inspetor de alunos.

Cerca de 5 mil jovens já passaram pelo TG de Capivari. Entre os ex-atiradores está o ex-ministro do Trabalho, Almir Pazzianotto. Neste ano, o general de Exército João Camilo Pires de Campos, comandante militar do Sudeste, foi homenageado como título de cidadão honorário.

Notícias sobre a região, Brasil e o mundo em um clique. Receba nossa newsletter