Polícia investiga morte de promotor de eventos em Moema

O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), da Polícia Civil paulista, instaurou inquérito para investigar a morte do…


O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), da Polícia Civil paulista, instaurou inquérito para investigar a morte do promotor de eventos Luiz Felipe de Castro Mourão Bonetti, de 41 anos. Ele foi encontrado morto em seu apartamento, em Moema, na zona sul da capital, após chegar ao local acompanhado. O imóvel estava revirado e manchas de sangue foram encontradas espalhadas pela sala.

De acordo com informações da Secretaria da Segurança Pública, Bonetti foi encontrado morto na madrugada da sexta-feira, 10, após chegar ao apartamento por volta da meia-noite. A polícia foi inicialmente acionada para atender a uma ocorrência de furto e foram até o imóvel. “Lá, encontraram o corpo do homem no chão com ferimentos na cabeça”, disse a pasta.

Ainda segundo informações registradas no boletim de ocorrência, o porteiro do prédio disse à polícia que a vítima entrou no condomínio acompanhado de um homem, que saiu por volta da 1h30 em direção à Avenida Cotovia. “Já o zelador relatou que alguns vizinhos reclamaram do barulho vindo do apartamento e que por isso foi até o local, encontrando o imóvel todo revirado, com manchas de sangue na sala.”

A secretaria disse que uma perícia foi realizada no apartamento e o caso foi registrado no 96º Distrito Policial (Berrini). Por não ter autoria conhecida, a investigação foi transferida para o DHPP, que assumiu o caso. Nas redes sociais, a morte foi lamentada por amigos e parentes, que cobraram a investigação do crime.

Notícias sobre a região, Brasil e o mundo em um clique. Receba nossa newsletter