Mesmo com liminar, PM chega ao 12º dia de paralisação

Apesar disso, a Grande Vitória tem clima de aparente normalidade pelo terceiro dia consecutivo


O Estado do Espírito Santo chega nesta quarta-feira, 15, ao 12º dia de paralisação da Polícia Militar. Nem mesmo os chamados operacionais diários que vem sendo feitos pelo comando da PM ou a liminar que obriga as mulheres a desocupar a frente dos batalhões foram capazes até o momento de fazer com que o motim se encerre.

Apesar disso, a Grande Vitória tem clima de aparente normalidade pelo terceiro dia consecutivo. Na terça-feira, 14, dois ônibus foram incendiados ao longo do dia na região metropolitana. O transporte público, porém, seguiu funcionando normalmente até o horário estabelecido, às 22h30. Os coletivos estão nas ruas novamente nesta quarta-feira.

Multa

No fim da tarde de terça, a Justiça do Espírito Santo determinou que as mulheres que estão bloqueando os acessos aos batalhões da Polícia Militar deixem os locais imediatamente, sob pena de multa diária de R$ 10 mil para cada uma delas. Elas também devem retirar todo e qualquer obstáculo diante dos portões. Dez mulheres foram citadas nominalmente. Ainda assim, os bloqueios continuam.

A Secretaria de Segurança Pública capixaba informou que 2.351 policiais militares se apresentaram ao trabalho em todo o Estado na terça-feira, número que representa apenas 23% do efetivo total. Ainda de acordo com a pasta, 157 viaturas circularam.

Notícias sobre a região, Brasil e o mundo em um clique. Receba nossa newsletter