1ª morte por febre amarela em 2018 é confirmada

Vítima era um morador da cidade de Teresópolis, na região serrana do Rio de Janeiro; um outro caso da doença, em Valença, foi confirmado


A primeira morte do ano por febre amarela no Rio de Janeiro foi confirmada no início da tarde desta sexta-feira, 12, pela Secretaria Estadual de Saúde (SES). O morto era morador de Teresópolis, na região serrana. Um outro caso da doença, em Valença, foi confirmado. Os casos foram confirmados após exames laboratoriais realizados pela Fiocruz.

Foto: André Borges / Agência Brasília
Vacinação contra febre amarela deve ser intensificada em regiões de risco

Desde janeiro de 2017, a SES vem adotando medidas preventivas e, antes mesmo de registrar os primeiros casos no território fluminense, a secretaria iniciou a criação de cinturões de bloqueio, recomendando a vacinação contra a febre amarela principalmente em municípios de divisa com Espírito Santo e Minas Gerais (áreas de risco para a doença).

Vale destacar que, desde julho do ano passado, todos os 92 municípios do estado já estão incluídos na área de recomendação da vacina e a campanha de vacinação permanece.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!